Descubra a diferença entre importação e exportação

Importação e exportação são dois termos de muita importância e que fazem toda a diferença nos processos de comércio internacional.

Elas são atividades relacionadas, respectivamente, à saída (venda) e à entrada (compra) de produtos de um determinado país.

Além disso, estão ligadas diretamente à economia nacional e mundial, pois representam muito sobre a competitividade do país frente a várias negociações.

Você sabe qual a diferença entre importação e exportação? Não?

Então, fique com a gente e acompanhe este guia que de uma vez por todas vai tirar todas as suas dúvidas sobre o tema. Confira!

O que é importação?

A importação de um bem ou produto consiste na entrada de bens ou serviços em território nacional, provenientes de outros países.

Sendo assim, os produtos são fabricados em outros países e comprados pelo Brasil ou qualquer outro país, por exemplo.

O principal motivo para a importação de produtos é atender à demanda de bens que não podem ser produzidos no mercado interno.

Isso pode ocorrer quando os recursos são obsoletos ou caros, ou quando determinado produto ou serviço não pode ser produzido internamente por falta de habilidades ou recursos.

Vale ressaltar que, o nível de importação depende diretamente da taxa de câmbio da moeda local.

Se a moeda for forte, ou seja, se ela tem uma boa cotação em frente às demais, é possível conseguir maior margem para negociações. Já se a moeda local for fraca, o nível de importação tende a diminuir.

O processo de importação divide-se, basicamente, em três fases:

  1. Administrativa: fase de autorização para importação aplicada segundo a operação ou o tipo de mercadoria que será importado.
  2. Cambial: fase de pagamento ao exportador, na qual a moeda estrangeira é transferida para o exterior.
  3. Fiscal: fase de desembaraço alfandegário, que corresponde ao despacho aduaneiro por meio do recolhimento de tributos.

O que é exportação?

A exportação acontece quando as empresas nacionais vendem seus produtos ou serviços no exterior.

Existem muitas razões pelas quais as empresas decidem exportar seus produtos.

Por exemplo, elas podem querer entrar em mercados novos, e assim, expandir; atender uma demanda que existe no exterior ou até mesmo diminuir o excedente da oferta e tornar a produção mais eficiente.

O nível de exportação também está estritamente ligado com a taxa de câmbio da moeda local.

Se o câmbio for fraco, o que significa que um país de moeda forte pode comprar mais da sua moeda e dos seus bens, o nível de exportação aumenta.

Tipos de Exportação

Existem dois tipos de modalidades que fazem parte do processo de exportação. São eles:

  1. Direta: exportação realizada pelo próprio produtor, que fatura diretamente em relação ao importador.
  2. Indireta: exportação na qual a venda de produtos e serviços é realizada por empresas que os adquirem para exportá-los.

Como aprendemos acima, podemos dizer que a importação é quando um país compra produtos ou mercadorias de outro, trazendo para ser vendido já pronto dentro do seu país.

Já a Exportação é quando empresas nacionais vendem seus produtos ou serviços no exterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *