Incoterms: entenda o que é e para que serve

Desenvolvido pela primeira vez em 1936 pela Câmara de Comércio Internacional (ICC), os Incoterms são usados até hoje para simplificar os problemas de comunicação envolvidos nos negócios internacionais.

São regras que determinam quem paga o frete da mercadoria, o seu ponto de entrega e quem deve fazer o seguro, entre outras coisas.

Incoterms é a abreviatura do inglês (International Commercial Terms), que significa “Termos Internacionais de Comércio”.

Portanto, se sua empresa realiza exportações ou importações, é importante que esteja por dentro de todas as especificações quanto ao processo.

Hoje vamos apresentar tudo o que precisa saber sobre os Incoterms. Acompanhe a leitura!

O que são Incoterms?

Os Incoterms (Termos Internacionais de Comércio) têm como objetivo definir os direitos e obrigações do exportador e do importador dentro de um contrato de compra e venda.

Portanto, eles estabelecem um conjunto padronizado de definições e determinam regras para promover a harmonia nos negócios internacionais.

Entre eles temos: embalagem, transportes internos, licenças de exportação e de importação, movimentação em terminais, transporte e seguro internacionais etc.

Por exemplo, a parte de riscos refere-se a quem irá se responsabilizar pela solução de possíveis problemas durante o processo.

Vale ressaltar que os Incoterms não são imposições e sim uma proposta para o melhor entendimento entre vendedor e comprador.

Além disso, eles são válidos somente para importadores e exportadores, ou seja, transportadoras, despachantes e seguradoras não têm obrigatoriedade de segui-las.

A versão mais atualizada dos termos entrou em vigor em 01 de janeiro de 2020 e define 11 siglas, que veremos a seguir.

Qual é a função dos Incoterms?

A função dos Incoterms é definir os direitos e obrigações do exportador e do importador, estabelecendo a responsabilidade e deveres entre o comprador e vendedor. Confira abaixo as principais funções:

  • Local onde o exportador deve entregar a mercadoria;
  • Quem deve pagar o frete internacional;
  • Quem deve realizar e pagar as formalidades de exportação e importação;
  • Quem deve contratar e pagar do seguro da mercadoria;
  • Quais são os limites dos riscos de cada um (comprador e vendedor).

Lista Incoterms 2020

Conheça agora a lista dos Incoterms atualizados:

  1. EXW — Ex Works — Na Origem (local de entrega nomeado);
  2. FCA — Free Carrier — Livre No Transportador (local de entrega nomeado);
  3. FAS — Free Alongside Ship — Livre Ao Lado Do Navio (porto de embarque nomeado);
  4. FOB — Free On Board — Livre A Bordo (porto de embarque nomeado);
  5. CPT — Carriage Paid To — Transporte Pago Até (local de destino nomeado);
  6. CIP — Carriage And Insurance Paid To — Transporte E Seguro Pagos Até (local de destino nomeado);
  7. CFR — Cost And Freight — Custo E Frete (porto de destino nomeado);
  8. CIF – Cost Insurance And Freight — Custo, Seguro E Frete (porto de destino nomeado);
  9. DAP — Delivered At Place — Entregue No Local (local de destino nomeado);
  10. DPU — Delivered At Place Unloaded — Entregue No Local Desembarcado (Local de destino nomeado);
  11. DDP — Delivered Duty Paid — Entregue Com Direitos Pagos (local de destino nomeado).

Os mais utilizados pelos exportadores são o EXW (Ew Works), FOB (Free On Board) e CIF (Cost, Insurance and Freight), mas é importante que você, como importador, conheça todas as opções existentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *